Mudei, remudei, tentei em vão …

Eu fiz tudo que podia, mas mesmo assim ele fugia. Eu dei tanto amor, eu me dei inteira. eu esqueci de mim por ele. Mudei, remudei, liguei,lutei. Contra mim mesma, para convencer o coração de que valhia a pena tentar. Eu dei tanto carinho, mas só recebia um vazio. Que me dava até arrepio, medo de quem estava vendo ali na minha frente. Tantas vezes eu disse sim. Sim, sim, sim. Mesmo quando ouvia um não, insistentemente fazia, tentava que fosse um sim. Me iludia, a cada batalha, a cada migalha que recebia depois, me iludia pensando que era amor. Eu queria acreditar que fosse, não admitia que não. E a cada migalha, meu coração doía mais. A cada vez que deixava ele voltar, um pedaço dentro de mim morria. Eu sabia, lá no fundo, eu sabia que só quem sentia aquele amor era eu, vivia uma história sozinha. Ser responsável pelo meu amor, e pelo dele também. Querer por mim, e por ele também. Tentar por mim, e por ele também. É duro, sentir que não é desejada, sentir que não faz falta nenhuma ali. Sentir que, ele fica bem sem você, é talvez, uma das maiores dores do amor. Era tão pesado sabe? Carregar tudo na costas. Carregar o sorriso no rosto todos os dias, quando o que você mais quer, é chorar até amanhecer …

12345679

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s