Quando eu percebi, que fugir daquele amor pela metade, era a melhor opção …

E eu lutei, durante meses lutei, contra tudo, contra todos, contra mim mesma as vezes. O quanto dei de cara na parede, e mesmo com a pele já tão roxa, tentava mais um pouco,  não queria desistir {…} Mas todo o meu esforço, foi em vão … Não consegui, não foi o suficiente para faze- lô ficar … Fui embora, já não havia mais o que fazer ali {…} Outros tantos meses depois, a dor já não doía mais tanto, mas a lembrança daquele amor de encanto, ainda me vinha a cabeça todas as noites antes de dormir …  De repente, tão repentinamente, em um dia desses no meio do acaso a gente se encontra, meu coração já não dava mais conta, era muita emoção … Ele diz que, ainda lembra, que talvez pudéssemos recomeçar, assim do zero, fazer dar certo … Naquele momento, os pássaros cantaram, a lua sorriu, o mundo parou ali naquele instante, aquelas palavras fizeram festa dentro de mim … O abracei, tão forte, até doer, como quem diz … Finalmente, não solta nunca mais tá? {…} Aquele foi o dia mais feliz de minha saudade, achei que finalmente tudo tinha voltado, aquele amor de sonho, outra vez era meu … Mas aos poucos, com o passar do tempo fui percebendo, que te – lô somente, não bastava … Ele já não era mais como antes, ali dentro, já não tinha mais … Fiquei me perguntando Onde foi parar aquele amor? O meu sonho, meu olhar brilhando de emoção quando me via … Cadê? Voltar para que? Se já não sentia  … Percebi que eu amava demais, para aquele pouco tão doído que ele me dava … – Sabe quando  a gente sente que não faz diferença nenhuma estar ali? A dor já era tão grande, eu percebi, que aquele amor, daquela cor, ia acabar me matando pouco a pouco … Foi então que eu percebi, que desistir talvez não fosse a pior opção, que lutar por mim, era a coisa certa a fazer … Eu sabia que não ia conseguir fazer aquilo outra vez, então em um segundo de coragem terminei tudo, coloquei um ponto final antes que aquilo se tornasse o meu próprio ponto final … E mesmo com todas as minhas forças, coração latejando dentro de mim chamando por ele, tive que deixa – lô partir … Sumir, daquela tortura de amor pela metade …

13015243_1024247634336031_4098185817247164771_n

Anúncios

2 comentários sobre “Quando eu percebi, que fugir daquele amor pela metade, era a melhor opção …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s