Se eu errei, foi tentando acertar …

Se eu errei, tu pode ter a certeza meu moreno, foi tentando acertar. E que nessa ânsia de querer dar certo, acabo atropelando, metendo os pés pelas mãos, e nem percebo … Eu te tinha meu amor, te tinha sim muito amor, te queria …  (risos) Eu que sempre falei que você não fazia o meu tipo, que não tinha muito interesse não … Pois é, mas o mundo dá voltas e calou minha boca. Você foi, o meu mais forte desejo, o minha maior paixão. A cada dia que acordava, a cada abraço que ganhava meu mundo sorria mais um pouco. A cada hora, ficava ali no telefone, olhando tua foto e torcendo para ver aquele … escrevendo … só para poder falar contigo. A cada beijo na testa, cafuné, a cada olhar de sonho, me apaixonava um pouco mais. Sonhei … Vish, o tanto que sonhei, com um futuro para gente, uma vida aí pela frente, dias e dias acordando ao teu lado … Mas isso eu nunca te falei não é? Eu sei, talvez se fosse eu no seu lugar, também acharia que não havia amor ali … Quando ouvi tudo aquilo, eu sofri, chorei, porque sabia que não era verdade, sabia que tinha, tinha assim, que eu tinha muito amor aqui dentro … Mas se eu não te mostrei, é porque não consegui. O meu medo falou mais alto. Falar que te amava poderia me deixar vulnerável, exposta ali com esse sentimento, do qual você poderia fazer o que quisesse, e eu não ia ter como controlar. Não que em algum momento pensei que fosse me machucar, não, sempre confiei que nunca faria isso. Mas o medo não entende, ele só lembra do passado, da vezes que demonstrei, que me entreguei, e fizeram meu amor de gato ou sapato. Ou das vezes que não demonstrei, e acabei errando por isso também. Estava muito confusa, não sabia o que fazer. Afinal estava lhe conhecendo ainda, não sabia se já era seguro pousar … É que, com tantas porradas da vida, eu fui criando meio que uma armadura, meio que inconsciente, mas acabei por criar. Foi a única forma que encontrei de não me machucar, pode ter sido a errada, mas foi a única que consegui encontrar. Foi ela, eu não tive força, nem coragem para abri – la, era muito forte, e o medo me pressionava contra. Eu não soube o que fazer. Desculpa meu amor, talvez ache que eu nunca te gostei. Mas hoje eu posso te dizer … – Que eu nunca amei ninguém, como eu amei você!

Proxima

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s