Saudade. Saudade de me sentir amada, desejada de verdade. De ver suas mãos me abraçando assim de repente, e o sorriso que eu abria. De acordar com o teu Bom dia, meu mais lindo despertar. E de ir dormir sorrindo, ouvindo você dizer minhas palavras de encanto. Saudade da nossa cumplicidade. E verdade, a gente se combinava, se lia no olhar. A gente se amava e não tinha medo de mostrar isso para quem quer que fosse. Saiamos cantando e dançando por aí, sem medo de nada. Qualquer um que olhasse percebia, que ali tinha amor. Tão diferente, mas tão igual. Tão diferente, mas tão sentimento. Tão diferente mas tão Eu Te Amo aos quatro ventos. Lembro que minha vontade era de sair por aí, gritando teu nome, para quem quisesse ouvir. Como em uma dessas novelas sabe? A gente foi uma história diferente de tantas outras. A gente se encontrou como ninguém mais se encontrava. A gente sonhava o mesmo sonho, desejava o mesmo carinho, sorria o mesmo sorriso. A gente se entendia, e só a gente que se entendia, o que ninguém mais sabia. Só a gente no nosso amor de filme romântico …

Anúncios

4 comentários sobre “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s