Você realmente se importa com o que eu sinto?

Eu juro que tentei. Segurei com todas as forças as lágrimas aqui dentro. Mas chegou uma hora que elas tinham que cair E eu fiquei ali. Desesperada, tentando disfarçar. Ninguém podia ver. Não queria que ninguém soubesse, não queria ter que explicar, muito menos lembrar de você Não acredito no que vi até agora …  Meu corpo tremia, coração latejava. Por alguns segundos fui soterrada pelo peso da dor. Fiquei ali em baixo, gritando sem voz, batendo sem força. Gritava, gritava mas ninguém me ouvia. Gritava com todas as minhas forças soluçando de dor … Cravaram uma faca no meu peito, e eu estava parada, não podia me mexer, ao menos gritar. Apenas os olhos fechados, aguentando a seco aquela tortura 
Nunca pensei que iria fazer isso comigo. Eu não tinha visto esse teu lado tão rude. A gente fazia planos, planos, cê sabe o que é isso? A algumas semanas atrás você estava na minha frente com os olhos brilhando me pedindo em namoro, como pode ter mudado tanto? Cadê o amor, o amor que você sentia, onde foi parar tudo aquilo, tanto sentimento. Onde foi parar aquele cara por quem me apaixonei? Me diz … Porque eu que só gosto de canalhas? Sem a menor importância, sem o menor pesar, sem o menor coração você desfila com ela em minha frente. Ontem me jurava amor eterno. Quantas caras você tem ein? Você sabe o que eu senti quando vi aquilo, o que eu sinto, você realmente se importa com o que eu sinto? É, parece que não. To chocada, não consigo nem te descrever a dor porque não existe um termo certo para isso. Só sei que é um vulcão de sentimento que vai tomando a gente de pouquinho a pouquinho e quando chega nos olhos, eles desabam É , eu sei que amanhã quando acordar, uma onda de dor vai me afogar. A cena que vi hoje vai ser a primeira que vou lembrar. Tenho até medo do que vou chorar. Vai doer moreno. Vai doer muito mais. Vai ser mais difícil do que eu pensei que seria. A minha sorte, é meus amigos, que são os mesmos que os seus, mas bem diferentes de você. Eles me tiram, ou pelo menos tentam o que me deixa feliz tirar essa dor que você insiste em colocar em meu peito. Dá última vez um me abraçou bem forte e disse que não mereço sofrer por você. Alias, que você não me merece. Desabei nos braços dele É , tá sendo difícil moreno. Aliás. Não tenho nem mais vontade de te chamar de moreno. É apenas uma dor. Um ator que se fingiu de amor. Quando tinha um coração vazio por dentro Não tá fácil não, principalmente porque eu larguei muita coisa  estar com você. E agora, quando eu olho cada sala, o corredor, a escada que era onde nos escondíamos para poder nós ver. Cada pedaço daquela casa me lembra nós dois, e me grita aos ouvidos todos os dias que você foi embora. Eu larguei tudo para ficar com você, e olha só no que deu. Respiração ofegante, olhos fixados no nada, e a expressão no rosto mostrando o quanto o meu corpo está guerreando por dentro sem dizer uma palavra Não consigo, não consigo acreditar, não consigo entender como o meu anjo virou esse mostro de gelo de uma hora para outra Tantas palavras vazias que saíram da tua boca

Desktop1

Anúncios

Pega um café e senta aí para ler a carta que eu te escrevi …

Te amo, mesmo depois de tanto tempo continuo te amando como sempre amei. Desde o primeiro sorriso, desde a primeira dança. Te amo. Teu sorriso me faz sorrir. Teu toque me chama para essa tua boca. Tua presença ainda adormece todo o meu corpo. Teu cabelo, teu rosto, teu tudo, teu muito que me causa uma explosão por dentro toda vez que te vejo. Você parado ali em minha frente já é o suficiente para que o mundo todo pare ao meu redor. Você me desestrutura, completamente, não tenho domínio de mais nada. Cada parte de mim ainda grita por teu beijo, por teus braços, por te ter. Aqui na minha frente, com a mão fazendo um cafuné em minha nuca, me puxando bem forte contra teu corpo, e me fazendo voar outra vez. Sentir o teu gosto, teu cheiro, e saber que ele é meu. Que eu posso sentir, posso tocar, matar a saudade que a tanto tempo guardo presa dentro do peito. A perna bambeia, o olhar passeia por entre teu corpo. Não tenho mais controle sobre mim quando estou perto de você. Teu corpo, teu cheiro, teu toque, tudo é um convite a me jogar nesse teus braços como um fogo que vai subindo e não consigo controlar. Ah, você me dá falta de ar Esse jeito, trejeito, esse caminhar. Tu me tira do sério moreno, tu me tira do sério …

Nosso amor …

É uma química que ninguém consegue explicar. A gente se entende no olhar, no toque. A gente sente um ao outro. Um o que o outro está pensando. A gente se sente como ninguém mais sente. Eu tenho uma intimidade contigo moreno, que eu não tenho com mais ninguém. A gente se sente, a gente se encontra. No sorriso, no abraço. A gente se conhece, parece que rola uma espécie de conexão sei lá, eu só sei que é forte. E no entanto, há um abismo entre nós. A gente é tão igual, e tão diferente ao mesmo tempo. Se completa e descompleta assim, em questão de segundos Aquelas palavras, cada uma caía a meu corpo como uma tonelada de tijolos esmagando cada músculo de meu corpo. Dói, dói ouvir tudo isso. Dói demais. Ver que, mesmo com tanto amor que eu tenho dentro do peito, a gente não pode ficar junto. O nosso amor não tem vez, não tem como ser. Não dá, não vai. Mesmo que a gente tenha, todo o amor do mundo um pelo o outro, esse tanto de sentimento vai acabar se perdendo nesse abismo. É, talvez o nosso amor tenha nascido para ficar na memória. Na história de um perfeito conto de fadas. Um tempo bom. Que eu guardo aqui dentro Não pensa que não me dói moreno, dói, demais, tu não imagina o quanto dói saber que o único jeito é esquecer. É uma dor que vai se espalhado por todo o corpo, coração tá inconformado, bate o pé todo o dia querendo te ver Sim, milhares de vezes. Já tentei achar um atalho. Uma justificativa. Um motivo. Uma viela para que pudéssemos dar certo. Eu detesto ter admitir isso, mas não consegui achar nenhuma. Desculpa. O coração quer claro, ele tá aqui me gritando que pode sim, que eu devo segui – lo e dar uma chance para esse amor. Mas cá entre nós, não acho que essa seja a melhor solução. Sim, daria certo. No começo, no começo seria maravilhoso, um amor de filme romântico, o nosso próprio palco, aquele abraço de tanto tempo sem se ver. O problema é que tudo isso se perderia na primeira palavra, na primeira questão. Não sei se a gente consegue achar um meio termo para tanta dessemelhança. É triste ter que dizer, é desesperador ter que aceitar. Que o nosso amor não tem jeito. Doses de dor diárias no peito …

Desktop

TAG:Que livro você está lendo?

10-resenha-a-menina-que-colecionava-borboletas

Bom, fui indicada pelo Di Alves do Blog Diversos Infinit8s , amigão, muito obrigada pela indicação, fiquei muito feliz! Então ele criou essa TAG, que consiste em trocar fazer uma resenha, trocar figurinhas do livro que estamos lendo. Então aí vai a minha, vem conferir comigo amoreco?

Não tem como descrever o tanto que amei esse livro. Terminei de ler sábado e apaixonei! Nele Bruna faz crônicas sobre esse tal de amor, como é morar na cidade grande e ganhar a tão esperada ” independência”, etc. Ideias, questões e frases incríveis em cada pedacinho de texto.

REGRAS DA TAG:

  1. Inserir resenha do livro.
  2. Indicar dois blogs afins para que eles possam contar que livros leem ou indicam.
  3. Avisar ao blog que ele foi citado no poster, lhe enviando o link do post.
  4. Avisar ao blog que te indicou lhe enviando o link em agradecimento.

Era isso amorecos, super indico, amei e vocês vão amar também. E vocês, que livro estão lendo? Conta aí para mim …

INDICADOS PARA RESPONDER A TAG:

Ann Silva.

Jhenni.Jhenni.

Era isso amorecos, super indico, amei e vocês vão amar também. E vocês, que livro estão lendo? Conta aí para mim …

É contigo que eu quero estar …

É com você que eu quero estar a minha vida inteira. Ao teu lado comemorando tuas vitórias, e ter a tua mão dada quando as minhas chegarem. É a tua voz que eu quero que cante meu nome, as tuas palavras, os teus olhos nos meus dizendo que me ama. É teu corpo que eu quero sentir naquele abraço de urso apertado. É o teu cheiro que eu quero grudado na minha camisa. É teu sorriso que eu quero que me acorde todo dia. O teu nome na folha de caderno, na caixa de mensagens. É com você que eu quero estar na nossa formatura e na foto do natal em família ali na mesinha de cabeceira redonda. E a tua mão na nuca que eu quero sentir no meu cabelo, o teu beijo, o teu jeito. O teu olhar que me faz querer te agarrar. E você quem eu quero conversar, meu melhor amigo, com quem eu quero dividir, os segredos, e a vida. É você quem eu desejo. É você quem eu quero, meu eterno namorado, meu marido, meu velhinho para sentar na cadeira de balanço com as mãos dadas no quintal Eu já fiz de tudo, para te provar que eu te amo. Essa é a ultima tentativa. Estou aqui na tua frente, te dizendo que eu te quero mais que tudo. E sim, eu superei muito para estar aqui. Porque se não superasse, não estaria na tua frente te dizendo isso. É a ultima tentativa. Se você me dizer não agora, eu vou embora e nunca mais te procuro

-NÃO

Tá. Não foi um não assim frio na lata. Olhou – me, com a boca tremendo sem saber o que fazer com o nervoso. Ficou uns 30 segundos com ela aberta sem dizer uma palavra. Até que só o ” não” saiu de sua boca. Olhava para baixo, com medo de me olhar nos olhos. Pediu desculpa. Mas não importava, aquele ” não” tinha soado para mim como se estivesse em um gigantesco auto – falante do lado de meu ouvido me gritando que não tinha mais chance para o nosso amor. Eu piscava de segundo em segundo, engoli a seco, como se engolisse todo aquele sentimento que gritava e aquela dor. Foi como se um muro tivesse caído em cima de mim. Eu estava jogada, ali no chão. Gritando, sem forças. Desesperada, pedindo socorro. Mas ainda continuava na frente dele. Era preciso disfarçar que cada músculo meu estava se contorcendo por dentro. Continuei ali por mais um tempo e disse … ” Tudo bem. Se é isso que quer, tudo bem.” Não estava nada bem. Tinha um trabalho para apresentar na frente da turma ainda aquele dia. Não podia ao menos chorar ou apareceria com a cara toda inchada e não precisava passar por mais essa vergonha. Segurei tudo que deu. Quando cheguei em casa. Me sentei na cama. Fiquei alguns minutos olhando o nada, com uma expressão no rosto de sei lá o que, e em instantes comecei a chorar compulsivamente. Esmurrava a parede e gritava com o rosto na travesseiro para ver se saia tanta dor de dentro de mim. Fiquei pelo menos uma hora e meia chorando até ficar sem forças. Até pelo menos, acostumar com a dor. E eu tive que acostumar na marra, no laço. Feita de aço. Aprender a conviver com toda aquela saudade por dentro Ele nunca imaginou tamanha facada no coração, que foi aquele “não ” para mim …

Desktop

A luta diária para esquecer você …

É tá difícil te tirar do coração moreno. E olha que eu já tentei. Mudei o grupo de amigos. Deletei teu numero do celular. Rasguei as fotos de nós dois. Mas dos pedaços de você no coração não consigui me livrar não Tem dias que acordo tão decidida que acho que já esqueci. Óbvio, já superei você …Minutos depois pego aquele telefone, entro no seu perfil do Facebook e vasculho até que acho o que não devia. Então as lágrimas vem de pouquinho a pouquinho fazendo aquele mar. E de tanto revirar consigo achar o numero que apaguei. Chego até a digitar a mensagem, mas o medo da tua reação é tanta que acabo não mandando nada Um pouco depois eu toco aquele telefone longe e digo a mim mesma que nunca mais farei isso. Funciona por mais ou menos uma semana … ” Se ele não liga, eu também não vou ligar. ” A questão é que todo esse tempo você não me procurou. Eu não posso forçar mais isso. Não posso te dizer que ainda te amo e que te quero mais que tudo mesmo sem poder. Que toda vez que te vejo minha vontade é de correr para os teus braços e ali morar. Que tenho sonhado contigo pelo menos três noites nessa semana. Que meu coração ainda bate forte toda vez que escuto teu nome Teu nome, me lembro de ter escrito ele pelo menos umas 30 vezes na folha do caderno um dia desses no intervalo entre uma aula e outra É reviravolta aqui dentro. Uma guerra de cérebro e coração que já dura a algum tempo. O cérebro diz que já tá mais do que na hora de te esquecer. Coração não quer saber de conversa, bate o pé e fiz birra. Coração chorão. Leva uma batida e já se põe a chorar. De raiva, de medo, de amor. Chora pela saudade, de desespero as vezes. Não como antes, já me acostumei a viver sem você. Mas isso não quer dizer que não doa. Dói de um jeito, olhar esse olhar, e ver que ele não é mais meu. Esse teu jeito todo sério. O jeito com que mexe no cabelo, você! Tu não é mais meu moreno. Essa frase lateja de uma maneira. Acho que o jeito é deletar de vez, o numero que eu salvei, os pedaços da foto que eu colei, você daqui de dentro. Parar de remexer na passado e focar no presente. No meu presente. Focar em mim. Sabe, mudar o cabelo, trocar de roupa e de pensamento. Deixar o vento levar quem já não faz mais parte de mim a tempos …

13450844_472650199526138_8625423248979972754_n

Toda Julieta tem seu Romeu …

Não. Não tem não. Eu sou, aquela marrenta, de coração mole. A grossa, do jeito mais doce que tu já viu. Aquela que está sempre sorrindo, fazendo palhaçada, e brincando por aí. Mas também tenho meus momentos de tristeza. Aquela desastrada e sem jeito, tímida e atrapalhada que erra tentado acertar e as vezes acerta quando acha que errou. Uma verdadeira princesa. Julieta, sem Romeu? Sim senhor. E muito feliz. É bom sim. É muito bom. Acordar, botar uma música para tocar bem alto e ficar dançando loucamente na sala como se fosse a Beyonce. Escrever a tarde inteira. Fazer besteira no cabelo e na maquiagem tentando imitar aquelas youtubers maravilhosas. Ler um livro, tomar um café. Fazer uma panela de brigadeiro e muita pipoca para assistir a uma maratona de series na tv, também é bom sozinha. Fazer guerra de travesseiros com os amigos, conversar e dar risada a tarde inteira. Tirar foto fazendo caretas é ótimo sozinha também. E não. Não vou falar que não preciso de ninguém e que eles não me servem para nada. Também é bom, é ótimo ter alguém para ver o filme agarradinho, para ouvir um ” eu te amo” assim de surpresa. Ganhar presente e dar muito abraço no dia dos namorados. Mas também é muito bom estar consigo mesma. Se amar, não depende, e nem tem que depender de ninguém. Amor tem a ver com se amar, se amar, se gostar, se cuidar, se pentear, se maquiar se quiser, porque não? Amar também tem a ver com se gostar por dentro. Amar tem a ver com amor. E amor, tem a ver com se amar, em primeiro lugar.

Desktop