To com saudade moreno, to com saudade …

– Porque? É só o que o meu coração grita … Porque? Você foi me encantando … Aos poucos, assim sem nem perceber. Aquele jeito tão carinhoso. Brincalhão, sorridente e apaixonado. Eu fui me apaixonando por você também. E eu achei, de verdade, essa eu achei que ia dar certo. Era igual. Em você eu encontrei o meu gosto de gosto  de um amor grudado. Encontrei nossos sonhos. Nossas danças. Encontrei nosso jeito perfeito. A gente se encaixava. A gente se entendia, sabia cada traço um do outro … Não sei, em que momento da estrada você decidiu sair do caminho. Para mim tava tudo certo. Estava tudo tão bom. Desculpa, não consigui perceber que você tinha ficado. E agora o que eu faço? Com essa dor, esse desespero que toma meu peito? Não soube mais de você. Onde está, o que anda fazendo, se está se alimentando bem. E isso está me matando Será que ainda pensa em mim? Que se arrependeu, fez aquilo por impulso. Será que você sonhou comigo alguma noite dessa semana? Será que tem saudade? Daquele cafuné que eu te fazia. Daquela vez em que dançamos sozinhos e loucamente a nossa música preferida aqui na sala. Daquele sorriso que eu abria ao te olhar Lembrando de tudo isso agora, uma dor imensa me tomou a bateu uma vontade de chorar. Saudade, de ter você do meu lado. Aqui grudado o dia todo. De ver seu nome na minha caixa de mensagens. De ficar ansiosa com o telefone na mão esperando você ligar. Te ouvir falar como foi seu dia. E contar suas histórias de algun tempo atrás. Saudade do nosso filme com pipoca e do jeito com que você me olhava a cada intervalo. Da tua voz cochichando ao meu ouvido … – Eu to gostando de você … e da paz que eu senti naquele momento. O coração saindo pela boca e o sorriso nos lábios. Me fechei em teus abraços e aquele abraço era o melhor que eu podia estar. Não queria estar mais nenhum, o teu me bastava. No teu me encantava. Era o teu que eu queria. Acordava todo o dia, sorriso sabendo que ia te encontrar. Que tinha lá, o meu moreno doce. Arretado, brabo e marrento. Mas ao mesmo tempo doce. Eu te conhecia, eu sabia que por trás daquela marra tinha um moreno lindo. Por traz daquela casca de quem não chora, tinha alguém que tinha suas marcas. E eu queria. Eu queria cuidar de você. Não deixar mais nada acontecer ou estar ao teu lado te confortando sempre. Mas você não deixou … Quando vi aquela palavra … Acabou … O mundo caiu em cima de mim. Eu tive que ir embora a força, sinto se tivessem me arrancado de perto de você. Eu fiquei lá me debatendo dizendo que não queria ir, mas era mais forte do que eu, não consegui. Você sabe que eu não queria partir. Você sabe que eu sonhava uma vida pra nós Desculpa, seu eu fiz alguma coisa que te magoou, não foi minha intenção. Acontece que nessa minha ânsia que dê certo eu acabo fazendo tudo errado. Me embolo toda e depois não sei como consertar. Sei nem como me consertar agora. Sua ida me despedaçou. To tentando juntar os cacos. Mas já estou muito machucada, curar mais um machucado agora é tarefa difícil. Assim como tem sido os meus dias sem você …

Desktop2

Anúncios

2 comentários sobre “To com saudade moreno, to com saudade …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s