Tá na hora de eu levantar dessa cama …

Olhei aquele número, e uma imensa dor me veio assim devagarinho cravando o peito. Cada vez mais fundo, torturando um pouco mais. Aquela agonia e aquela vontade gigantesca que parece que toma as mãos e é meio que automático. Os dedos já estavam ali, em frente ao botão que em um click te mandava aquela mensagem que eu tanto queria te contar faz tempo. Entre vai e não vai o cérebro e coração ficam brigando aqui dentro. Seria me humilhar demais. Nem minha ultima mensagem você respondeu, tá lá, ignorada com sucesso!Não posso mais correr atrás de quem não quer. Já esgotei as chances e já usei até as que não tinha. Para tentar, para correr, para chamar. Mas não adianta de nada, se você não quer escutar Talvez seja melhor assim, um pingo de amor por mim não vai fazer mal. Guardar tudo isso e fechar bem fechado. Chega, até porque atenção implorada é o mesmo que nada. Tortura. Machuca. Mata Dói, dói demais, uma dor que eu não consigo te descrever. Dói ver essa tua calma. Sabe, me parece falta de amor. Para aquela pessoa que se declarou ali em minha frente naquele dia de frio no meio da multidão e daquele dia agitado. Que largava tudo para estar ao meu lado. Que não ligava para o que ninguém mais dizia. Me abraçava bem forte e fazia com que eu me sentisse a mulher mais feliz do mundo. Você supera rápido não? Está tão bem sem mim não é, tão bem que não faz questão de mais nada. Me dói é ver que para você foi assim tão fácil ficar sem mim. Porque eu, embora nunca tenha te dito, eu senti. Senti de verdade. Para mim não tá sendo fácil não. Te ver e não poder fazer nada, ficar parada ali quando o que eu mais quero é ouvir tua voz de novo, parece tortura … Quem sabe, não era mais um desses ” apaixonados ” por aí. Desses que se apaixonam por alguém novo a cada semana. E que já não tem sentimento algum ao mandar embora, jogar fora quando cansa da brincadeira. Talvez tenha sido besteira, um erro me apaixonar por você. Tem razão, não te conhecia a suficiente. Eu e essa minha mania de sonhar de mais. Me jogar de cara sem nem saber para onde estou indo. Quem acaba sentindo demais sou eu. Sempre eu. Quem fica acabada e com o coração quebrado não mão sem saber o que fazer adivinha quem é? Eu também. Preciso parar com isso. Chega, vai ser melhor assim. Vai doer, ver o teu nome ali por mais algum tempo vai doer eu tenho certeza. Mas daqui a algum tempo acostuma. A dor vai ser menor. E o tempo vai apagar o que nem devia ter começado. Chega, tá na hora de me levantar dessa cama. Estou aqui a muito tempo. Você não merece tanto de mim assim. Hoje eu acordei pensando diferente. To cansada, cansada de tanto chorar. Cansada de me despedaçar aqui pelos cantos da casa enquanto você está aí, feliz e nem pensando em como estou me sentindo. Vou tomar um banho. Passar aquele batom novo que eu gastei até onde não tinha para comprar, um vestido, e um salto alto. Sair com meus amigos que já me chamaram a muito tempo, mas estava ocupada demais murmurando por você, agora já chega, vou sair e me livrar dessas entranhas que me prendem a esse quarto. Suas roupas que ficaram aqui, já fiz uma cama para o cachorro. Aquela rosa que me deu no meu aniversário eu despedacei. O porta – retrato com a nossa foto da ultima viagem eu quebrei, rasquei a foto também. Não quero nada que me lembre você. Tchau. A porta está aberta, pode ir embora agora …

pl

Anúncios

2 comentários sobre “Tá na hora de eu levantar dessa cama …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s