De quantas lágrimas o meu travesseiro já foi testemunha …

1

Eu nunca percebi que ao mesmo tempo que aquele abraço me consolava, ele me destruía. Quantas vezes eu fiquei esperando você que nunca vinha. Quantas vezes eu aguentei o meu coração apertado de dor. De quantas lágrimas o meu travesseiro já foi testemunha. Quantas vezes eu enchi o meu coração da esperança que você destruiu. Todos os meu amigos já tinham me alertado, já estavam cansados de me ver pelos cantos, diziam que você não me merecia, que você não valia a pena. E o que mais me doía e que eu sabia que eles estavam certos. Só que eu nunca quis acreditar. Me iludia, acreditava ou fingia que acreditava sei lá, fingia pra mim mesma. Eu queria que cê fosse o meu príncipe, acreditar que você era esse cara frio que não liga pra corações e muito menos pros meus sentimentos era muito mais difícil, ou doía muito mais, então eu ia me iludir o quanto desse pra não enxergar a realidade. Do teu beijo desinteressado por puro corpo, eu fazia um castelo e o nosso amor romântico. Do teu olhar sorrindo por que certamente queria alguma coisa de mim, era  o teu olhar apaixonado, ou eu fingia que era. Eu me iludia de todas as formas possíveis pra não ter que ir embora, mas nenhuma delas deu certo. A verdade é que você nunca ligou se eu estava lá ou não. Ou se iria embora. Era por isso que eu nunca fui , por que eu sabia que se eu fosse, você não iria me impedir.  Eu própria me machucava, cuidava tudo que fazia ou falava com medo de magoar você. Ia me magoando cada vez mais. Eu fui me tocando no lixo. Eu achava que tava fazendo o certo, que eu tinha que ” lutar por você”. E não percebia que eu tava acabando comigo mesma. Eu fazia coisas que me machucavam pra agradar você, eu deixava meu coração sangrar pra que o teu pudesse ser meu por um minuto. O quanto que eu aturei, o que eu chorei trancada naquele banheiro quando eu desviava caminho pra te ver e te pegava aos beijos se atracando com mais uma de suas meninas. Cada beijo, uma facada. Mas mesmo assim eu não ligava, ou fingia que não. Mesmo com o coração contorcendo de dor aqui dentro eu sorria pra você, como se nada tivesse acontecido e nada nunca tivesse me afetado. Como se tudo estivesse bem Eu não percebia que aquele teu abraço era minha perdição, aquele teu corpo era o meu veneno. Você era a minha destruição …

Anúncios

2 comentários sobre “De quantas lágrimas o meu travesseiro já foi testemunha …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s