Você pode chamar isso aí que você sente de qualquer coisa, menos de amor

— Eu te amo 

— Jeito estranho que cê tem de amar né … É incrível como pra você amar parece que é como uma virose, num dia você tá cheio de dor pela casa e no outro nem sente mais nada. Num dia você ama eu sou a mulher da tua vida, você diz que sabe que errou e vai consertar tudo, e eu caio no teu jogo. Eu viro a minha vida do aveso pra encanxar na tua e você não tem a mínima consideração ( ou aquele amor lá da primeira frase que você disse que tinha … acho que nem lembra mais não é mesmo?) de um dia pro outro você me toca fora como se eu fosse um lixo. Como se eu não fosse nada. Como se eu não tivesse dormindo e acordando contigo todos os dias e dividido a vida contigo … 

– Mas eu te amo 

— Para de falar que me ama! nesse momento eu nem sei mais se me amou um dia … estranho esse teu jeito de amar. Quem ama não faz o que você faz. Quem ama não age como você age. Quem ama não vê a pessoa sofrendo ali na frente e fica parado. Quem ama cuida, e você diz que me ama, mas nunca cuidou de mim. Quem ama cuida,  e você faz exatamente ao contrário. Você me machuca. Você me humilha e ainda tem a capacidade de me dizer um eu te amo… você tá vendo o meu sofrimento e tá se divertindo com isso, como pode dizer que me ama, como pode ter me amado um dia? 

 Eu te amo 

— Cara, eu te dei o meu melhor de mim. Eu fiz tudo por nós. Eu apostei tudo em nós dois cara. Eu deixei que as pessoas desistissem de mim por que eu queria insistir em você. Eu briguei, eu espernei. Eu fiz tudo que eu podia por nós dois. Eu esqueci de mim pra cuidar de ti. Eu tava sempre te cuidando, fazendo cafuné, um carinho. Eu tava sempre ali, eu era a tua amiga, eu sempre te dei o melhor que podia dar. E você, eu não sei que amor é esse que você diz sentir mas, isso aí não é amor. Se você me amasse cara, cê não teria falado daquele jeito, cê não teria me feito chorar tanto aquela noite, se cê me amasse, você cuidava de mim, e você não cuida. Eu sempre cuidei de ti e quando eu precisei, você me virou as costas, e me deixou sangrar por dentro, e se divertiu com isso, você se divertiu em me ver sagrar ali do outro lado … Você pode chamar isso ai que você sente de qualquer coisa, menos de amor … 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s